A drenagem linfática é uma massagem terapêutica que previne celulite, ajuda na limpeza de toxinas formadoras de nódulos de gordura, o que acaba com o inchaço corporal, aumentando a oxigenação da pele em pouco tempo. A drenagem linfática faz a pele ter uma aparência bem mais saudável e também permite uma melhor circulação do sangue. As mulheres têm quedas de hormônios várias vezes durante a vida como na menstruação, TPM (Tensão Pré Menstrual), gravidez e menopausa. A drenagem linfática possibilita a normalização dos hormônios, o que melhora o bem-estar e a saúde.

O sistema linfático tem funcionamento paralelo ao sistema circulatório, tem uma grande rede de vasos, que estão espalhados pelo corpo todo e coletam líquidos dispersos. Esses líquidos são filtrados e lançados na corrente sanguínea. A drenagem linfática faz com que estes líquidos sejam coletados pelas estruturas responsáveis por essa função. A drenagem linfática consiste em massagem que é feita por meio de pressões leves que fazem o direcionamento dos líquidos dispersos pelo corpo para o sistema linfático, onde podem ser eliminados por meio da urina.

Durante a gravidez a drenagem linfática costuma ser muito indicada, porque é uma fase na vida da mulher em que a retenção de líquidos é marcante. Isso ocorre porque para a geração do bebê, o corpo da mãe necessita aumentar o volume de sangue em quase cinquenta pontos percentuais, o que faz o transbordo de líquidos dos capilares e causam inchaço. Se houver um grande transbordo para o corpo, o organismo não consegue fazer a coleta e eliminar pela urina todo esse líquido disperso. Assim, há um acúmulo de componentes sujos que ficam perdidos e causam a intoxicação, que percebida pelo organismo acaba por gerar excessivas respostas nervosas, o que faz a mulher ficar irritada e nervosa. A drenagem linfática feita durante a gravidez necessita de alguns cuidados e adaptações fundamentais para o benefício da gestante, por isso somente pode ser feita por um profissional especializado. É necessária uma prescrição médica para começar o tratamento, o que não é preciso em outras circunstâncias.

Por diminuir a retenção de líquidos em áreas que facilitam o acúmulo de gordura como abdome e coxas e acelerar o metabolismo, a drenagem linfática favorece a eliminação de gordura e ajuda no emagrecimento. A drenagem linfática também pode diminuir a celulite, se o problema estiver no início, de qualquer forma pode prevenir formações maiores. Independente da causa, a celulite se inicia com um processo de retenção de líquido que causa a má oxigenação do tecido e o endurece até a formação de nódulos.

A drenagem linfática eliminará o excesso de líquidos e então o ciclo da celulite é quebrado. A drenagem linfática também pode diminuir os sintomas da TPM porque melhora a resposta do sistema circulatório e atuação do organismo para inibir os sintomas. A massagem funciona sozinha se a drenagem for para uma doença, alteração do corpo ou cirurgia para o qual o médico indicou a drenagem. Mas para modelar o corpo, a drenagem não funciona sozinha, é necessária a mudança de hábitos alimentares. Também é possível realizar algumas atividades físicas em associação com a drenagem. É importante consultar sua terapeuta corporal,  especializada em drenagem para fazer uma avaliação e saber quais atividades físicas são mais adequadas. Ao mesmo tempo, o uso de aparelhos e cosméticos podem ajudar para a redução de medidas.

Tomar chá verde aumenta o efeito da drenagem linfática internamente. O chá ativa o sistema imunológico, ativa o metabolismo e eliminar toxinas e o inchaço. O uso de chá verde também ajuda a perder peso e a diminuir doenças nos pulmões, pâncreas, cólon e mama. A bebida faz a estimulação metabólica incentivando o organismo a gastar mais energia e já que não suprime apetite e nem é neurotransmissor não causa alterações. Para pessoas hipertensas, o chá precisa ser consumido com cuidado, já que pode aumentar a pressão arterial.

A ingestão de água contribui para a velocidade em que as toxinas são liberadas do corpo e a eliminação do inchaço. Recomenda-se a ingestão de no mínimo um litro e meio de água por dia. Para se conseguir bons resultados, é recomendado que se faça ao menos dez sessões de drenagem linfática, sendo feitas de uma três vezes na semana, sem pular semana alguma. É importante que se faça atividades físicas, como corrida, caminhada, bicicleta e natação. A mudança de hábitos alimentares também é importante, porque ao se comer menos e mais vezes, ocorre o aumento do metabolismo e consequentemente a queima de gordura. Consulte um nutricionista para orientações adequadas ao seu corpo.

Indicações:

– Edemas e linfedemas

– Fibro edema gelóide e lipoesclerose

– Insuficiência venosa crônica

– Cefaléias e nevralgias

– Edemas gestacionais

– Síndrome pré-menstrual

– Tratamento pós-cirurgia plástica

– Tratamento coadjuvante de cicatriz hipertrófica e quelóide

– Enfermidades crônicas das vias aéreas como rinites, sinusites, faringites.

Benefícios da drenagem linfática

– Eliminação de toxinas

– Redução de edemas/ inchaço

– Menos Retenção Hídrica

– Redução da Celulite

– Hidratação da pele

– Pele e Cabelos mais Bonitos

– Redução de Medidas

– Queima de Gorduras

–  Menos TPM

– Redução do Estresse

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =